quinta-feira, novembro 27, 2008

Manual Básico de Sobrevivência a Conversas Chatas e/ou Inconvenientes

Pessoas inconvenientes existem. Isso é um fato que não há como ser contestado. Mas o pior de tudo é que elas estão em todas as partes, em qualquer lugar e podem te encurralar a qualquer momento para um papo daqueles.

Há, no entanto, algumas ferramentas que podem ser usadas por uma pessoa de bom senso para livrar-se, suportar ou simplesmente ignorar uma conversa com os Incos.

1. Adote a Zebra na sua vida: Quando uma Inco puxar um assunto chato e/ou inconveniente para cima de você, chame a ajuda da Zebra [ou da Girafa, depende do seu gosto animal]. Por exemplo: “Alguém já te disse que você tem a cabeça desproporcionalmente maior que seu corpo?”; responda “Olha a Zebra! Nossa que incrível aquela Zebra aqui. E ela é tão listradinha, toda em branco e preto. Fashion, né?” e saia andando como se fosse a coisa mais normal da sua vida. Os ingleses usam muito essa técnica em suas vidas. É garantia da pessoa te achar um maluco e te deixar quieto por um tempo.

2. Um ponto fixo pode mudar sua vida: Outra técnica muito eficiente é encontrar um ponto fixo numa parede e focar sua vista nele, tentando perceber o quão pequeno ele pode ser. Desta forma, você entrará num estado quase meditativo e suportará tudo que a Inco lhe dirigir. Os budistas inventaram esta técnica como forma de passar em um dos testes para se alcançar a iluminação.

3. Lembre-se da última palavra dita. Dita?: Se a Inco que veio pra cima de você é uma pessoa importante e você não pode simplesmente ignorá-la a dica é prestar atenção. Calma. Preste atenção apenas na última palavra de cada frase e a repita em forma de pergunta. Exemplo: “Filho, a melhor forma de guardar copos é colocá-los no armário em ordem crescente de tamanho da esquerda para a direita e não ao contrário como você fez”, “Fiz?”, “Fez, mas agora eu já arrumei tudo da maneira correta. O que seria de você sem mim?”, “O que seria?”, e daí por diante. Créditos para Aline Gruba.

4. Ã? Ahhhh. An-hann: Nunca subestime o poder que a primeira letra do alfabeto pode fazer por você. Quando uma Inco vier na sua direção, se arme com o “A” e deixe fluir. Exemplo: “Outro dia, eu passei muito mal e passei a tarde toda no trono”, “Ã?”, “Pois é. E saiu tudo assim e assado [censurado].”, “An-hann”, “Mas agora eu estou muito melhor. Voltou a sair dessa e daquela forma [censurado], do jeito que eu gosto.”, “Ahhhh...”, e por aí vai. Créditos para Gruba, de novo.

5. Talk to the hand: Agora, a técnica mais eficiente para evitar uma Inco esta literalmente na palma da sua mão. Se for uma pessoa que não vai fazer a menor falta na sua vida, mande ver com este artifício. Assim que você perceber a Inco vindo na sua direção ponha sua mão à sua frente impedindo-a de olhar diretamente para seu rosto. Mantenha essa posição até que a pessoa se vá. Cuidado! Esse método é muito eficiente e, portanto, pode deixá-lo viciado em usá-lo a torto e a direito. Escolha com sabedoria com quem usar a técnica para não criar inimizades com todos. Afinal, como já diria o falecido tio do Peter Parker, "com grandes poderes, vem grande responsabilidade".

Um comentário:

Antonia disse...

Caraca! A técnica do "ah? Ahã" é claaaaaaaaaaaaaaaassica!